Manage your privacy program with one of
the most complete and reliable tools on the market


    Free trial

    To continue, fill in your details and we will contact you.







    x
    Categories
    Blog

    Google é multado em US$ 391,5 milhões por violação de privacidade

    Tempo de leitura estimado (em minutos):

    Procuradores-gerais de 40 estados nos Estados Unidos multaram o Google por violação de privacidade. A notificação da multa foi em 14 de novembro. O valor é da multa foi de US$ 391,5 milhões.

    Foi percebido que as funções do Google continuam ativas mesmo após o desligamento. Os apps continuavam rastreando informações dos usuários, como localização em tempo real e hábitos de consumo. Tais recursos servem para personalizar a experiência dos usuários em formato de anúncios digitais nas redes.

    A investigação do caso teve início após notícias por parte da agência Associated Press, que davam indícios de que o Google mantinha informações de movimentação mesmo sem a permissão. Desde então, o caso começou a intensificar-se até chegar a notificação da multa.

    Outros casos recentes da empresa

    No ano passado, em abril, o Tribunal Federal da Austrália havia alegado que o Google tinha violado as leis de consumo após indução de usuários a cometer alguns erros. Fator esse que fez com que fosse acreditado que a empresa não estava fazendo a coleta de dados pessoais correta da localização por meio do sistema Android. 

    A empresa continuava retendo as informações mesmo em momentos em que o histórico do usuário estava desligado, mas a atividade na web e por aplicativos era mantida na ativa.

    Em setembro deste ano, outro caso agora envolvendo também a Meta, mostra mais uma multa. Nessa situação, o Google foi autuado em US$50 milhões e a Meta em US$44 milhões. A decisão foi tomada pela Comissão de Proteção de Informações Pessoais (PIPC) da Coreia do Sul. Foi citado uma violação à lei de privacidade do país asiático.

    Multas do tipo são mais recorrentes em grandes plataformas, que pelo volume de dados, precisam ter maiores cuidados com a privacidade de forma geral. O maior exemplo são as redes sociais.

    Instagram e Meta também protagonizam casos

    Já falamos da Meta, empresa dona do Instagram e do Facebook. Nos últimos anos, a razão das multas e/ou pedidos de maiores cuidados, deram-se dentro das redes sociais. Recentemente, o Instagram chegou a ser multado em 405 milhões de euros e esse é uma das maiores multas até então pela GDPR (Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados).

    Para mais detalhes sobre a Política de Privacidade por parte do Google, há uma página só para o assunto, separado em vários temas e esferas de interesses diferentes. Acesse aqui.





    ×